quarta-feira, 7 de maio de 2008

Amor de Bossa.


Amor é fogo,
mas também é chuva.
É céu,
E também é terra.

É loucura,
Mas também é sanidade.
Pode ser penhasco,
Violão,
Verso.
É Tom Jobim,
Mas também pode ser Marisa e Caetano.
É Capital e Interior.
Frio e calor.
Quente,
E também vapor.
É suorpalavraolhar.
É polar e bipolar,
E é algo que não sei bem.

3 comentários:

Carolina disse...

Amei essa poesia!!!
Perfeita.
Bjos...

matheus disse...

ok,
foi perfeita pra pesquisa do colégio

Anônimo disse...

Adorei a poesia
Além de ser complexa e sensacional
Amei
Parabéns
Bjs